sábado, 6 de março de 2010

Sendo Mãe ! A SAGA!

Vou fazer deste post uma série, contar um pouco das minhas descobertas e aventuras como mãe, nesse meu dia a dia de “Super Menina Mulher Mãe 24 horas”

“Capitulo de Hoje: Estreando na Fase Escolar”

 

Confesso que entrei na etapa escolar de ser mãe, bem despreparada.

Não tinha idéia de quanto seria trabalhoso, e difícil!

Estava numa rotina bem desregrada, não só minha, mas dos pequenos também, o que é ruim, pois criança precisa de ROTINA.

E à um mês, venho tendo que impor uma rotina, o que não está sendo fácil.

Pela manhã, é um correria, hora para acordar,dar café da manhã cedo, para não atrapalhar a hora do almoço.

Fazer almoço e arrumar o meu mocinho pra escola, dar almoço.

E lá vamos nós, Pedro (mocinho estudante), Benjamim (meu bebê de 3 anos rs) e Eu (a mãe que não sabe dirigir Aff… rsrs).

Os três em uma caminhada de 25 a 30 minutos, dependendo da vontade dos dois rsrsrs, isso para ir .

E para voltar, mais uns 30 minutos, pois ai o bebê está cansado e anda bem devagar rsrs, tadinho.

Se tiver muito calor, dou banho no bebê quando chegamos em casa, para ele tirar uma soneca até a hora de ir buscar o Mocinho Estudante.

Depois lá vamos nós de novo na mesma caminhada demorada e lenta rsrs.

Chegando em casa o mocinho estudante chega fedidinho e vai direto pro chuveiro.

AI a correria é para dar janta e enrolar um pouco até a hora de dormir. UFA.

Fora a arrumação da casa, lavar, passar, etc. etc. etc.

estudar

Ainda tem a hora do dever de casa.

Ninguém me avisou como era difícil fazer uma criança estudar! E fazer o dever direitinho.

Errei um pouquinho nessa parte, pois nunca fui de pegar o Pedro pra fazer bolinhas, ou pauzinho, para adquirir coordenação motora.

No comecinho sentiu um pouco de dificuldade, mas agora já deu pra ver como ele já melhorou.

As vezes, acho que sou muito exigente e quando ele faz muito de qualquer jeito eu apago e faço fazer de novo, ele fica muito bravo rsrs, ai percebo que estou sendo muito dura.

Pois ele, só tem quase 5 anos e pra quem nunca fez bolinhas e pauzinhos, está fazendo as vogais em manuscrito bem lindinhas.

É difícil saber a hora de deixar ele parar de fazer, pois já percebi que passa um tempo, ele já perde totalmente a atenção no dever e não sai mais nada.

Tenho muitas dúvidas ainda, de como agir nessa situação:

Se devo fazer com que ele termine? Se posso dar algo em troca depois de uma lição bem feita?

Se devo cobrar mais capricho? e mais um monte de pequenas duvidas!

Eu só sei, que estou curtindo muito, apesar de me estressar a vezes!

É tão lindo ver ele fazer os dever, se esforçar, e dar aquele sorrisinho, meio acanhado, mas de satisfeito, quando percebe que fez direitinho.

Tem hora que ele nem quer que eu o elogie, mas faz aquela carinha de : Viu mãe que eu sei fazer !

Eu me derreto toda!

Por essas e outras, que por enquanto prefiro ficar do lado deles, participar 24 horas da vida deles.

Fazer tudo por eles, e ainda ser chamada de chata as vezes! que ingratidão rsrsrs.

Mas ser mãe é isso

“Ser Mãe :

é se inundar de gratidão por tudo que se recebe,

e se aprende com o filho,

pelo crescimento que ele proporciona,

pela alegria profunda que ele dá.”

 

Logo volto com outro capitulo da Saga de ser mãe!

As mamães que já tem experiência nessa fase, please, podem dar um help, pra mãe perdidinha da silva que eu estou?

 

Um fim de semana delicinha de muita Paz pra vocês!

Beijocas

 

Ps: Este mês vai ficar um pouco mais fácil, maridinho de férias, leva o mocinho pra escola, ou fica om o bebê para eu levar o mocinho! Já ajuda né!

 

Frase retirada DAQUI

11 comentários:

Nina Fiuza disse...

Ah menina, hora do almoço é sempre uma correria, não tem jeito. Eu, como professora, sempre estimulei minha filha e hoje, quando tem dever (ela tem cinco), nem preciso pedir pra ela fazer porque é a primeira coisa que ela faz ao chegar em casa. MAs, assim como seu filho e como qualquer criança, logo fica cansada, lembra da TV e dos brinquedos e quer abandonar a lição. Eu obrigo ela terminar sim, mesmo pq nunca é muita coisa. Se começou tem que ir até o fim (até porque depois não dá tempo). Agora, sobre correção, eu nunca falo que está errado (nem em casa nem com meus alunos). Tente não usar palavras negativas (está feio, está errado, não) porque isso pode desestimulá-lo. O erro faz parte do apredizado. Repreenda-o (apague e mande fazer de novo) só se vc ver que é má vontade dele mesmo. Caso contrário, elogie, mesmo se a letra não ficou lá grandes coisas. Pode até apagar e mandar fazer de novo, mas falando assim "vamos tentar fazer mais bonitinho?" e não "está feio, faz de novo". Entende? heheh Bom, é o que eu acho. E concordo com vc: acompanhar todas as fases dos filhos é algo que NÃO TEM PREÇO. Aproveite cada momento.

Dany disse...

"Ninguém me avisou como era difícil fazer uma criança estudar! E fazer o dever direitinho."

Essa parte tb esqueceram de me contar...hehehehe

café e chocolate disse...

Amiga,sei certeza como se sente. è uma correria. e eu sou mãe so de uma. Júlia, mas dá trabalho pense, mas vc entende do riscado, seu blog é lindo e bem organizado, ao contrario do meu, passa la para tomar um cafezinho .Bjos Socorro!

Tri disse...

Oi Flor,
hahahahaaha a gente é mutio pereciDa (só falta eu ter os filhos!) Ahhhhhhhh! Eu não tenho carteira tb! Apesar de ter dirigido com 15-18 anos ... hahahaha coisas da vida não tirei carteira! Sabe que não tenho filhos né? Mas posso dar pitacos como filha??? Posso? Bem minha mãe sempre fazia eu terminar. Tem coisas que ela sempre ensinou: chegar e fazer o dever, (nunca deixar para amanhã), sempre terminar... e tinha uma coisa legal nos colegios que eu estudei (socio-construtivista) tinha uma carimbo nos deveres: Foi respeitado linguagem da criança. Isso quer dizer: qdo era bem pitiquinha, eles não corrigiam, depois passaram a circular de lápis os errsos e depois apagar e refazer. Cara, do jeito que eu era timida, isso foi o céu, pq se hoje escrevo é pq não me fizeram passar vergonha qdo criança. (hahahahahah) Hoje pego alguns papeis com uns erros muito toscos e me escangalho de rir. Mas respeito e entendo que tudo tem seu tempo... Mas ah-ah... em casa minha mãe (qdo nessa fase 5 anos) ela pedia para eu fazer mais bonito para ela em um papel a parte... hahahaha qdo eu fazia letra feia no trabalho! E Flor uma coisa.... se vc orientar o primeiro direitinho e o segundo for mega curioso... ele vai copiar o irmão... (foi assim lá em casa) em tudo que puder, vai aprender a contar antes, falar... e muitas coisas legais. Além de um dar apoio ao outro nessa "hora do dever". Beijo beijo
Tri
(a que não tem filhos mas ama dar pitacos)

Thá disse...

hora de aprender a dirigir dona Pamela!!

=P

Neli Rodrigues disse...

Minha amiga faz tanto tempo que não passo por aqui. Quero te desejar PARABÉNS !!! mesmo que atrasado, me perdoe. É que vou fazendo as visitas usando como referência a barra lateral dos blogs que sigo, e vou debaixo p/ cima acontece que nem sempre eu chego no final, pois SEMPRE tem uma interrupção: filhos, marido, telefone, campainha do portão, hora de parar p/ ir ao trabalho, etc. Fico feliz que mesmo dando "meio" errado vc se divertiu no seu niver.
Agora c/ relação a "Saga de ser mãe" essa fase escolar é quase um castigo p/ nós, mulheres, pois o maridão costuma se omitir nessa fase, principlamente no auxilio às tarefas. Meu filho mais velho (9 anos) sempre vai c/ tarefa feita, concordo c/ a amiga aí de cima, não critique, não use palavras negativas, mas sempre incentive p/ que ele dê o melhor de si, tem que aprender que na vida a gente tem que tentar fazer o melhor. Vc conhece a letra dele, não importa se não é mto bonita, pois a letra é dele, mas se não caprichou, fale que vc sabe que ele pode fazer melhor. Agora, minha queridinha, vc TEM que dirigir, tudo bem que a gente vira motorista de filho, mas vai de poupar muiiito do seu tempo. Mas tire carta e DIRIJA, não vai ser daquelas que põe a carta dentro da bolsa e fica c/ medo de pegar o carro, assim não vale nada.
Fique c/ Deus, organize sua rotina e tenha mta paciência.
Bjs♥

Luciana Klopper disse...

Pam, vc não imagina a alegria que me deu ler seu comentário e saber que mal entendido nenhum ocorreu, Deus é mesmo muito bom...

Nossa! sem demagogia, gosto demais do seu cantinho e de vc, eu tava realmente aflita e triste....Nao tem problema ficar sem postar comentários não, mesmo!

Eu sei como a vida é corrida...só tive medo de ter acontecido alguma coisa, olhei seu blog todo pra trás reli meus comentários, pra ver se em algum momento eu tinha sido " grossa " com vc sem querer!

Se eu não gostasse tanto de vc, nem ia ligar...mas gosto muito e to muito feliz de novo!

Aiiii..que bom!!!!
bjs

andreia inoue disse...

é uma nada mole vida mesmo ne?imagino a dureza e o corre corre todo,...so em ler ja fiquei aqui cansada,ahahah...olha,eu sempre fico morrendo de vontade de escrever aqui nos comentarios,mais vou ter q passar um anti virus poderoso,pq toda vez q entro,aparece virus.
"/
um beijaooooo.

Nathália (Ná) disse...

Mulher...
Que traz beleza e luz aos dias mais difíceis
Que divide sua alma em duas
Para carregar tamanha sensibilidade e força
Que ganha o mundo com sua coragem
Que traz paixão no olhar
Mulher,
Que luta pelos seus ideais,
Que dá a vida pela sua família
Mulher
Que ama incondicionalmente
Que se arruma, se perfuma
Que vence o cansaço
Mulher,
Que chora e que ri
Mulher que sonha...
Tantas Mulheres, belezas únicas, vivas,
Cheias de mistérios e encanto!
Mulheres que deveriam ser lembradas,
amadas, admiradas todos os dias...

Para você, Mulher tão especial...
Feliz Dia Internacional da Mulher!

Beta disse...

É linda, ser mãe não é fácil...

Mas daqui a pouco você tá tirando de letra esta fase!

parabéns ao pequeno estudante
e parabéns pelo nosso dia!!

bj

Vanessa Orgélio disse...

Oi PAm!
Tem selinho pra voce lá no blog!
Feliz dia Internaciona da Mulher!

http://vanessaorgelio.blogspot.com/2010/03/grande-final-do-contos-de-verao-e.html