quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Vamos fazer uma boa ação?

Que tal salvar uma vida?

Dar esperança a quem já não tem esperança?

Todos temos esse trunfo nas mãos, basta querer e fazer por onde!

Eu quero já a muito tempo, já fiz alguns posts sobre o assunto, (Um sobre a lari e sobre a Aline que infelizmente já faleceu),  não gosto nem de me justificar quanto a isso, por que ainda não me cadastrei?

Sei que a hora é agora, pelo menos pra mim e pra quem mora aqui na região do Alto tiete ( Suzano, Poá, Itaquá, Ferraz de Vasconcelos).

O Grupo Ameo – Associação de Medula Óssea do Estado de São Paulo , é uma associação formada por pacientes, familiares dos pacientes, voluntários,  profissionais da área de saúde e possui o apoio técnico do Hemocentro da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.

Eles estarão fazendo uma campanha em Mogi Das Cruzes.

A campanha será realizada

dia 25 de setembro de 2010

das 10h00 às 16h00

No Centro Integrado Municipal - Av Prefeito Carlos Ferreira Lopes, 540 - Bairro Mogilar.

Mogi das Cruzes

Para o cadastro é necessário:

Ter entre 18 e 54 anos;

Levar RG e CPF

2 telefones para contato

Não é necessário estar em jejum.

A vida só tem a ganhar com o seu gesto de solidariedade!

Essa é hora pessoas, vamos fazer a nossa parte.

Muitas pessoas tem medo sem ao menos saber como é feita a doação, leiam abaixo e me digam se é muito esforço para poder salvar a vida de alguém?

Como é feita a doação de medula óssea?

Após a confirmação da compatibilidade entre o doador e receptor e  confirmada a decisão sobre a doação , o resultado é encaminhado ao centro transplantador , e é lançada a possível data do transplante.

Confirmada a data, o centro que coletará a medula do doador desencadeará a realização dos exames clínicos, laboratoriais e de imagens do doador, ou seja, a realização do work up do doador.

O potencial doador deve ser avaliado com exame físico e testes laboratoriais, a fim de garantir a segurança do receptor, evitando transmissão de doenças, bem como a segurança do próprio doador.

Existem duas formas de doar as células progenitoras ou células-mãe da medula óssea. Uma relacionada à coleta das células diretamente de dentro da medula óssea (nos ossos da bacia)  e a outra por filtração de células-mãe que passam pelas veias (aférese).


1) A coleta direta da medula óssea é realizada com agulha especial e seringa na região da bacia .

Retira-se uma quantidade de medula (tutano do osso) equivalente à uma bolsa de sangue.

Para que o doador não sinta dor, é realizada anestesia e o procedimento dura em média 60 minutos.

A sensação do doador é de média intensidade e permanece em média por uma semana (2 a 14 dias), semelhante a uma queda  ou uma injeção oleosa.

Não fica cicatriz, apenas a marca de 3 a 5 furos de agulhas.

É importante destacar que não é uma cirurgia, ou seja, não há corte, nem pontos.

O doador fica em observação por um dia e pode retornar para sua casa no dia seguinte.

clip_image002                                      Coleta do osso da bacia


2) A coleta pela veia é realizada pela máquina de aférese.

O doador recebe um medicamento por 5 dias que estimula a multiplicação das células- mãe.

Essas células migram da medula para as veias e são filtradas.

O processo de filtração dura em média 4 horas, até que se obtenha o número adequado de células.

O efeito colateral mais frequente deste procedimento é devido ao uso do medicamento ,que em alguns doadores pode dar  dor no corpo, como uma gripe.


clip_image003
Coleta das células progenitoras estimuladas pela máquina de aférese


É necessária a avaliação pela enfermagem do acesso venoso periférico do doador.

Os riscos para o doador são praticamente inexistentes.

Até hoje não há nenhum relato de nenhum acidente grave devido a esse procedimento.

No caso da punção diretamente dos ossos da bacia, os doadores de medula óssea costumam relatar um pouco de dor no local da punção.

O médico vai informar sobre qual a melhor forma de coleta de células. Dependendo da doença e da fase em que se encontra, o paciente pode se beneficiar mais com uma forma de doação.

O transplante só será realizado quando o paciente estiver pronto para recebê-lo, esta resolução cabe ao médico que está acompanhando o paciente.

O doador por possuir uma medula sadia e bom estado de saúde, reconstituirá o que doou rapidamente e poderá voltar às atividades normais.

Em casos especiais e raros, como compatibilidade com outra pessoa, o doador poderá doar novamente a medula óssea.

Vc que é da região do Alto Tietê, divulgue, explique as pessoas que é simples, não se deixe levar pelo medo, se informe, procure saber mais.

Coloque-se no lugar de quem tem essa terrível doença, pare e pense.

Vale a pena Sim!

Se todos fossem doadores, muitas pessoas seriam salvas.

Se ainda não consegui te convencer, assista o filme “UMA PROVA DE AMOR” ( já comentei sobre ele aqui ), se depois de assistir ele, você ainda não tiver convencido (a), sinceramente, me deixe seu nome vou Orar por você.

Se cada um fizesse a sua parte o mundo seria muito melhor!

Beijocas.

7 comentários:

Carol Garcia disse...

óoootima dica.
não custa nada estar cadastrado.

bjocas

Ministério disse...

Olá blogueiro,
É muito importante também incentivar a doação de órgãos e conscientizar as pessoas sobre a importância deste gesto de solidariedade.
Para ser doador de órgãos não é preciso deixar nada por escrito. O passo principal é avisar a família sobre a vontade de doar. Os familiares devem se comprometer a autorizar a doação por escrito após a morte. Divulgue a ideia e salve vidas!
Para mais informações: comunicacao@saude.gov.br
Ministério da Saúde

Luciana Klopper disse...

Eu sou doadora!!!

Ministério disse...

Os transplantes de medula óssea cresceram 57,51% nos últimos sete anos. Seja um doador voluntário e faça esse número aumentar. Saiba como ser um doador de medula. É simples, rápido e não dói.

Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/minsaude

Para mais informações: comunicacao@saude.gov.br ou http://www.formspring.me/minsaude

α∂яιєℓє вαяυfαℓ∂ι disse...

Concordo plenamente!
O que é uma amostra de sangue pra vc?
Pra eles é a esperança de viver!
Faça a sua parte e Deus fará por vc!
Beijos! ^^

Mamma Mini disse...

Oi querida, que boa iniciativa viu? Quando o David nasceu eu doei as células do cordão umbilical que que servem para transplante de medula too, era algo que ia pro lixo e um monte de gente não doa ou porque não tem banco pra guardar na maternidade ou porque não tem paciência de tirar 10 vidros de sangue e depois de 3 meses voltar pra maternidade e tirar mais 10 pra repetir os exames. Eu fiz tudo isso e me senti contribuindo com o próximo, faz um bem danado pra gente, se tiver outro filho faço de novo.bjs querida tava com saudades!

Neli Rodrigues disse...

Mto legal sua iniciativa.
Tenho mto vontade de ser doadora, um dia quero ir ver isso direitinho.
Bjs♥