terça-feira, 6 de outubro de 2009

3° Episódio da série: A dádiva de ser mãe.

Sai do consultório frustrada, sentia vontade de chorar, eu queria demais que fosse parto normal, me sentia impotente e incapaz.

Mas nesta hora, meu amor me confortava, dizia que realmente era o melhor a se fazer, que era a vontade de Deus.

Voltamos para casa, orando para que tudo desse certo, chegamos em casa por volta das 11hs para buscar a mala para maternidade e minha mãe que estava trabalhando, fomos busca-lá, eu precisava dela e muito.

Almoçamos na minha irmã, e por volta das 14:30 hs saímos, tínhamos que chegar na maternidade Santa Joana, que fica no bairro do Paraíso no centro de São Paulo, ás 17:30 hs.

Agora vocês imaginem, naquela época meu marido tinha um caminhonete S10, ele, eu e minha mãe, espremidos na cabine rsrsrs, eu com aquela barriga imensa, um transito complicadíssimo, muito calor, o carro sem ar condicionado, tendo que ficar com os vidros fechados, por que também estava chovendo, uma verdadeira aventura.

Chegamos no horário certo, demora muito até a aprovação do plano,e a triagem, foram 2 horas de espera angustiantes, e minha mãe sempre do meu lado, estava ansiosíssima para ver o rostinho do meu bebê e para acabar logo aquilo tudo.

Chegou a hora, tive que me despedir da minha mãe, e fui para a sala de parto, neste momento fiquei muito nervosa, meu coração parecia que ia sair pela boca, sentei na maca e aplicarão a anestesia peridural, doeu um pouco, mas é incrível como é rápido, em menos de 2 minutos, senti esquentar minhas pernas, e em 5 min. já não sentia mais nada do peito para baixo, prenderam meus braços abertos, colocaram um medidor de pressão e o soro, nesta hora eu lembrava de como poderia ser meu porto normal, sem nada me amarrando.

Meu obstetra chegou, começou a operação e meu marido chegou, ele assistiu e gravou tudo, fiquei muito feliz por ele estar do meu lado.

Eles colocam um pano na frente para a gente não ver nada, eu só ouvia uns barulhos estranhos, quando estavam drenando a bolsa, era um barulho de água saindo pelo ralo ,muito alto.

Meu marido, que até então estava do meu lado, foi para frente e o médico disse que eu iria sentir uma pressão sobre a barriga pois ele iria empurrar o bebê, em poucos minutos eu ouvi um chorinho e meu marido dizia:

- Aleluia, Glória a Deus

- Aleluia, aleluia, obrigado Senhor.

Que emoção, de ouvir e saber que está tudo bem e o baby é perfeito.

Então me trouxeram ele para eu ver e mostrar que colocaram a pulseira de identificação, foi muito rápido e o levaram para fazer a limpeza. Nesse intervalo, o médico falou que ele já havia defecado na barriga, e se estivéssemos esperado mais poderíamos perde-lo, pois ele iria ingerir e poderia ir para os pulmões.

Me trouxeram ele depois de um tempinho, já limpinho e lindo.

Que coisa mais linda, ver aquele rostinho todo inchadinho, e enrrugadinho rsrsrsrs, que coisa mais linda, o joelhinho mais lindo que já vi na vida rsrsrs.

Ele veio chorando e a enfermeira colocou o rostinho dele pertinho do meu, na mesma hora ele parou de chorar, eu beijei aquela pele macia e quentinha, parecia um veludinho, chorei de emoção, meu bebê,meu Pedrinho estava ali do meu ladinho e já sabia que eu era a mãe dele.

A primeira coisa que disse a ele foi: – Seja bem vindo, servo do Deus Altíssimo. A mamãe te ama.4

Dia 18 de março de 2005 á 20:17 hs.Um dos momentos mais felizes da minha vida. Naquele momento, eu vi a Glória de Deus se manifestando, O Milagre da vida.

Naquele dia nasceu o Pedro e também nasceu a mamãe Pamela.

O levaram para o berçário neonatal, e eu fui para a sala de recuperação, na qual fiquei 3 horas até passar o efeito da anestesia e eu poder movimentar as minhas pernas.

Era a coisa mais estranha tocar a minha barriga, que ficou mole que nem gelatina rsrsrs, apavorante rsrsrs, mas depois voltou no lugar viu rsrsrs.

Me lembro que estava com tosse, e toda vez que eu tossia doía os pontos, fui para o quarto por volta da 00:00 hs, meu marido já estava no quarto todo tranquilão assistindo a tv rsrsrs, para os homens tudo sempre é mais fácil rsrs.

Depois de uma meia hora, me trouxeram meu Pedrinho, e foi quando dei a primeira vez de mamar, que sensação gostosa ao mesmo tempo estranha, ele estava faminto e sugava muito forte. Eu dava de mamar e meu marido o fazia arrotar rsrsrs,sei que essa foi a primeira noite de muitas que fiquei acordada, pois ele desde a primeira noite chorava muito, tinha cólicas e ainda bem que meu marido estava comigo.

Quando ele dava uma dormidinha, eu tentava dormir mas não conseguia, ficava toda hora olhando para ver se ele estava respirando, qualquer barulhinho que ele fazia já ia logo ver rsrsrs, paranóias de mãe de primeira viagem rsrs.Imagem 039

Nisso meu peito começou a inchar e ai o leite desceu de vez, meus peitos pareciam que iam explodir, chamei a enfermeira e ela disse para fazer compressa com água morna, e foi o que me aliviou, os peitos pegavam fogo rsrsrs, mas a água morna ajudava a não empedrar o leite, e logo depois que ele mamava eu ainda tirava um monte de leite, uma verdadeira vaca leiteira kkkkk.

A comida do hospital era ótima, muito chique rsrsrs, as enfermeiras que trocavam o bebê e davam banho.

Fiquei 2 dias no hospital e desde lá, é raro quando consigo dormir uma noite toda rsrsrs. Imagem 085

Mas des destes dias, eu sou uma mulher muito mais feliz, por que o Senhor me deu a Dádiva de ser Mãe e poder ouvir uma criança linda, com um sorriso lindo, me chamar de Mamãe.

Que bom poder relembrar e poder compartilhar um momento maravilhoso da minha vida com vcs.E aguardem,logo tem a mais episódios da série a Dádiva de ser Mãe, contando o nascimento do meu bebê Benjamim.

Fiquem na Paz

Beijocas

4 comentários:

Marcia Moreira disse...

Amei amei amei... e vc continuou linda depois que o Pedro nasceu, parabéns! Aguardo agora o nascimento do Ben... =)

patricia disse...

EU JÁ NÃO PENSAVA EM TER PARTO NORMAL,POIS O MÉDICO Q FEZ MEU PRÉ NATAL,ME COLOCOU MEDO O TEMPO TODO,SÓ Q ELE NÃO MARCOU A CESÁRIA,POIS NÃO SABIA O CERTO O TEMPO DE GESTAÇÃO Q EU TINHA,VÊ Q CONFUSÃO,CADA VEZ Q EU FAZIA UMA ULTRA DAVA UM TEMPO DIFERENTE,QUANDO A MINHA MENSTRUAÇÃO ATRASOU PELA ULTRA EU JA ESTAVA QUASE DE TRES MESES,SÓ Q DUAS SEMANAS ANTES EU TINHA FEITO UMA CAUTERIZAÇÃO NO COLO DO UTERO,QUASE MORRI SENTI MUITAS DORES,FIQUEI DE CAMA E NENHUM MÉDICO ENTENDIA O PORQ EU TINHA FICADO ASSIM POR TER FEITO APENAS UMA CAUTERIZAÇÃO..
EU JA ESTAVA GRÁVIDA,SÓ DEUS MESMO NA CAUSAS IMPOSSIVEIS,FOI POR DEUS Q NÃO PERDI MEU BB.QUANTO FIZ 38 SEMANAS PELA ULTRA CHEGUEI A PASSAR MAL DE MADRUGADA ACORDEI SENTINDO MUITAS DORES,CHAMEI MEU MARIDO E ELE NADA DE ACORDAR ,SENDO Q ANTES QUALQUER BARULHINHO Q EU FAZIA ELE ACORDAVA,SÓ Q NO DIA MESMO Q EU PRECISAVA Q ELE ACORDASSE FOI UM CUSTO,POIS NÓS MORAVAMOS COM A FAMILIA DELE E EU NÃO QUERIA ALARMAR,ENTÃO ACORDEI POR VOLTA,DAS 2 HRS E FIQUEI COM DOR ATÉ UMAS 4:30 AI NÃO AGUENTEI MAIS,AI SACUDI ELE ELE ACORDOU E LIGOU PARA O MÉDICO,AI FOMOS PARA O HOSPITAL,O MÉDICO ME EXAMINOU E EU COM MEDO DO MÉDICO FALAR Q NÃO ESTAVA NA HORA JÁ PENSOU ACORDAR AS PESSOAS DE MADRUGADA PRA NÃO SER Q MICO,MEU DEUS..
ME ALIVIOU QUANDO ELE DISSE É CHEGOU A HORA...NOSSA MEU CORAÇÃO SÓ FALTOU SAIR PELA BOCA,ELE DISSE Q EU ESTAVA COM DOIS DEDOS DE DILATAÇÃO E AINDA TEVE CORAGEM DE ME PERGUNTAR SE EU QUERIA NORMAL OU CESÁRIA?ME COLOCOU PÂNICO A GRAVIDEZ TODA,FALANDO DA EXPERIENCIAS DE OUTRAS PACIENTES,FALEI NA HORA.... QUERO CESÁRIA JÁ NÃO AGUENTO MAIS SENTIR DOR,MINHA GRÁVIDEZ FOI COMPLICADA,SENTIA DOR O TEMPO TODO E NAQUELA MADRUGADA JÁ TINHA SENTINDO TANTA DOR Q NEM PENSEI DUAS VEZES....MAS É MUITO BOM DEPOIS Q A GENTE VÊ O ROSTINHO DELES,É UMA MISTURA DE SENTIMENTOS,UMA VERDADEIRA EXPLOSÃO É LINDOOOOOOOO!!!!!!!!

patricia disse...

JÁ NA MINHA SEGUNDA GESTAÇÃO FOI MAIS COMPLICADA,´POIS EU ESTAVA COM PRESSAÃO ALTA E SEM CONVENIO E DINHEIRO PRA FAZER PARTICULAR É COMPLICADO,EU FUI DURANTE UMA SEMANA PARA OS HOSPITAIS E NENHUM QUERIA ME INTERNAR,EU JA ESTAVA COM SANGRAMENTO E QUASE 42 SEMANAS,AI NO OITAVO DIA MINHA MÃE ME LEVOU PARA O SÃO MARCOS NOVAMENTE,E BRIGOU COM A MÉDICA PARA ME INTERNAR,POIS ELES SÓ ESTAVAM INTERNANDO QUANDO O BBS JÁ ESTAVAM SAINDO Q ERA UM ABSURDO,MINHA MÃE FEZ UM AUE PARA MIM SER INTERNADA ERA POR VOLTA DE UMAS 7 E MEIA DA MANHÃ,AI FIQUEI LÁ,ESSA ABENÇOADA DISSE PARA O OBSTETRA Q ESTAVA LÁ DE PLANTÃO Q NEM ERA PRA LIGAR PRA MIM Q EU SÓ IRIA TER DAQUI UMAS SEMANA VE SE PODE EU JA COM 42 SEMANAS, CESÁRIA NEM PENSAR,ELES NÃO FAZIAM MESMO,A NÃO SER SE ESTIVESSE MORRENDO PELO MENOS A NOVE ANOS ATRAS ERA ASSIM,NOSSA FOI TERRIVEL ME SENTIR MUITO SOZINHA,EU CHORAVA BAIXINHO E SÓ ORAVA,AI QUANDO ELE RESOLVEU A VIM ME EXAMINAR ISSO JA ERA A TARDINHA Q ELE VIU Q EU ESTAVA CHORANDO E SUANDO MUITO EU ESTAVA COM 8 DEDOS DE DILATAÇÃO,ELE FALOU AH EU VOU FAZER QUESTÃO DE CHAMAR A MÉDICA PARA TE VER ELA NÃO FALOU Q VC NÃO IRIA GANHAR TÃO CEDO VOU LÁ CHAMAR ELA,AI EU GOSTEI POIS ELE FICOU COM RAIVA DELA.NESSE INTERVALO Q ELE FOI CHAMAR ELA EU FIZ MUITA FORÇA,AI ELA CHEGOU ME EXAMINOU E DISSSE CORRE COM ELA PRA SALA Q ELA ESTA COM DEZ DEDOS,E AINDA DISSE PRA MIM DESCER DA MACA PARA IR ANDANDO ATÉ A SALA PRA TER NENEM VE SE PODE AI EU FIZ ESCANDALO,GRITEI E DISSE DAQUI NÃO SAIO DAQUI NINGUEM ME TIRA SÓ SAIO NA MACA RSRSRS,NOSSA Q SITUAÇÃO AI O MÉDICO FALOU DEIXA ELA LEVA ELA NA MACA MESMO,OLHA..... MAS FOI MUITA FORÇA PRA COLOCAR MEU FILHO PRA FORA,TB PESOU 4 QUILOS E 53 CENTIMETROS,MAS FOI MUITA EMOÇÃO,ME SENTI FORTE,VITORIOSA CHORAVA MUITO COISA Q NÃO TIVE NEM NOÇÃO QUANDO TIVE MEU PRIMEIRO DE CESÁRIA,O MÉDICO ATÉ FALOU Q PARECIA O MEU PRIMEIRO FILHO,DE TÃO EMOCIONADA Q FIQUEI,FOI MUITA LUTA,MAS QUANDO ELE NASCEU COMPENSOU TD AS DORES O SOFRIMENTO TODO O PARTO NORMAL É COMO SE VC ESTIVESSE LUTANDO PARA TRAZER A VIDA PARA SEU FILHO É LINDOOOOOO EU RECOMENDO REALMENTE É UMA DÁDIVA,UM MILAGRE DE DEUS!!!!!!
NUNCA ME ESQUECEREI DESSE MOMENTO..

patricia disse...

AH PAM AMEI SUAS FOTOS DO HOSPITAL,MUITO LINDAAAAA,VC EO PEDRO,DEUS ABENÇÕE SEMPRE VC E SUA FAMILIA LINDA,DEUS TE DE MUITA FORÇA ENERGIA PARA CRIAR SUAS BENÇÃOS...
POIS É SÓ ELE Q NOS DÁ FORÇA NE?!!!!BJUS!!!!!!!!!